sexta-feira, 22 de julho de 2016

Todo fim é um início e todo início tem como certo o final

  Todo fim é um início e todo início tem como certo o final.... Assim é a vida. Ciclos e mais ciclos acontecem.
 Aqui estou eu do alto de meus 43 anos e de minha artrose companheira, que insiste em trazer dores diárias, que não desejaria a um inimigo.
 Até hoje o dinheiro do bloqueio judicial não voltou a conta da empresa. Tenho certeza Temo que o estrago já é grande demais e já não mais conseguirei salvar a Tesc, minha moribunda empresa.
 Segunda tenho uma ação trabalhista em Minas. Uma ação de um cara que se recusou a assinar o aviso prévio e um ano depois entrou na justiça pedindo uma fortuna e alegando que não foi demitido!
 Penso se não seria mais feliz indo morar no interior.
 Volto a realidade com uma briga da Julia com o Vitor.
 Penso:
 - Onde errei? Os dois estão malcriados e desrespeitosos.
 Bate uma tristeza no coração que não tenho tempo de sentir. Preciso separar os dois.
 Tento demonstrar que carinho é o caminho, mas as vezes é difícil.
 Vem um pensamento:
 - Quem diabos quer saber das chatices de dias que estou tendo?
 Ainda assim continuo escrevendo. Pelo menos é uma forma de aliviar a tensão que estou vivendo.
 A todos um ótimo final de semana!

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Tudo na mesma

Tudo continua na mesma... Trinta dias após o bloqueio das contas da empresa, o dinheiro continua bloqueado, mas sobrevivemos. Eu continuo viajando como louco para diversos locais e meus filhos estão preocupantemente malcriados. Meu nome foi para o espaço por conta da empresa e tenho que usar cc em nome de terceiros, mas tudo bem...
 Amanhã estarei de volta a SP e nessa semana teremos uma série de decisões importantes a tomar. Não sei se a Tesc vai continuar e tampouco no que isso acarretará a meu futuro, mas isso é coisa pequena. Já passei por diversas mudanças na vida. Essa será só mais uma (atualizo do ocorrido por aqui, ok?)
 Estava pensando esses dias... tenho cinco irmãos! Um na casa dos 40 também, dois na casa dos 30 e dois são crianças de 8 anos. Triste ver que somos bem afastados. Meus irmãos mais novos, devido a aproximação de idade com meus filhos, são os que mais tenho contato.
 Tem o Fernando: Médico que mora em Salvador. Apesar de todos os finais de semana ou até mais eu estar na mesma cidade que eles, não o vejo a uns dois anos. Mas vamos dar crédito; o menino só voltou para SSA em fevereiro desse ano. Antes morava em SP.
 Tem o Clerley, o mais velho e o Murilo que moram nos Estados Unidos. O primogênito da dona Elzi, não vejo a uns três anos, já o caçula da dona Myriam a ... sei lá... muitos mais anos que alguns leitores devem ter (triste).
Constato sob um olhar frio, que alguns amigos são mais irmãos do que os de sangue.
 Bom... meu pai é que nem o falecido Chico Anísio! Uma vez Chico falou que quem era casado por trinta anos não entendia de casamento, ele sim, pois fora casado 8 vezes (contra 7 do Sr. José J).
 Enfim... Post pouco inspirado hoje, mas só para voltar a escrever. Vamos tentar manter uma rotina aqui no blog? Escrevo minhas besteiras diariamente e vocês tentam ler... Rs.
 A todos, uma semana maravilhosa e iluminada!

domingo, 5 de junho de 2016

Os dias em Salvador


Dias agitados... Sempre são quando venho a Salvador.
Acordei quinta com a notícia que as contas da empresa estavam bloqueadas judicialmente pela vara federal de Barueri em R$1.156.000,00 devido aos impostos atrasados.
A questão é que isso foi um erro terrível! Conseguimos uma RJ e bastava o juiz verificar o histórico da empresa... Mas até amanhã não vou me preocupar com isso, vou deixar o assunto para os advogados que são aptos a resolver a questão. Minha obrigação no momento é curtir meus filhos ;-)
 Estou no hotel De Ville com meus dois pequenos anjos (já não tão pequenos).
 Um quarto confortável, com duas camas simples de casal.
 Após dormirem, saí de fininho do meio deles e fui deitar em uma cama só minha.. Hehe. Não deu certo...  Primeiro Vitor, depois Julia, pularam para minha cama. Tive mais uma noite mau dormida, mas feliz, no meio de meus anjinhos... Ops.
Estava olhando ontem no espelho e inevitavelmente achei um post de 2012, anterior a artrose gritar tanto. Duas constatações saíram disso:
 Post comparativo de evolução muscular de cueca é algo bem ridículo de se fazer e os 43 anos, acompanhado da minha amiga (ar)trose, me deixaram relaxado somente por causa da dor. Amanhã volto a ignorar as dores e treinar serio... Sim... Sou obstinado :)
 Vitor acordou hoje 5:23h e tive que acompanhar. Pelo menos estou conseguindo escrever esse post enquanto ele vê desenho. Tenho que ser rápido, pois daqui a pouco minha presença certamente será requerida.
 Acaba de vir a minha mente que se o juiz não liberar nossas contas amanhã, não somente estarei duro, como meus colaboradores tb... Da até um calafrio... Mas deixa isso para amanhã.
 Hoje tenho um dia cheio! Piscina, correr atrás dos dois andando de bicicleta, brincadeiras como a nossa guerra de travesseiros e de pés... Enfim... Um dia bom ;)
Passa um pensamento... Alguém lê essas besteiras? Meu dia-a-dia não é exatamente uma aventura. Bom... Passou o pensamento...
 Vou curtir o dia, dormir, amanhã vou levar os meninos a escola e no início da tarde partir para SP, pois terei uma semana cheia.
 Novo post só amanhã a noite de Sampa.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

O primeiro do ultimo dia...

 Hoje é o último dia de uma fase e o início de uma nova.
 Aqui estou eu. Sentado em frente ao meu velho computador, em minha velha empresa, pensando em uma nova vida.
 A velha artrose, adquirida na história relatada nesse blog vai bem, obrigado! Mas convivo e sou feliz com ela. Quase um relacionamento perfeito...
 Meus filhos estão crescendo, a velha falta de grana sempre presente. Mas sou vítima de minha incapacidade de dizer não...
 Não sei como será o amanhã. Mas a certeza é que amanhã estarei em Salvador com os meninos. Estou indo hoje as 21:40 para lá... Hehe
 Segunda volto a SP, para mais uma semana repetitiva, com reuniões, problemas e algumas alegrias.
 Enfim.... Bem-vindos a minha vida!
 Putz... 13:56h e acabo de saber que a traição dos meus associados continua rolando.
 Imaginem que foram no meu principal fornecedor dizer que a empresa deles (que devia ser apenas meu representante exclusivo), é que vai passar a fazer os pedidos de placas.
 As pessoas em meu ramo têm dois grandes defeitos... se acham espertas demais e os outros (eu) burro demais... Bom... talvez estejam certos na segunda parte...

 Amanhã continuamos ;)